A energia do Natal passou voando

Tempo de leitura: 2 minutos

Mas uma nova energia, de um novo Natal está batendo na porta

2017 está passando tão rápido que mal percebemos e já estamos bem de mansinho começando a trabalhar a energia da casa para receber as bênçãos natalinas.

Tudo caminha no ritmo frenético da internet, nesses tempos de muita informação disponível, pouca que de fato, esteja alinhada com os nossos anseios interiores.

Estamos imersos no tempo da informação que é gerada, captada e transmitida. Entretanto, a informação é apenas parte de um processo muito maior de construção de nossa história.

Informar não é o mesmo que construir conhecimento.

O conhecimento está além da própria fronteira do saber.

Ele é que dá significado à vida.

Por esse motivo, o processo de se (auto)conhecer se constrói, desconstrói e se reconstrói na passagem da temporalidade, formando a nossa história de vida, a história das nossas raízes. História que merece ser valorizada, reverenciada, dignificada, reconhecida, bem contada.

Quanto mais vivemos, mais histórias temos para contar e esse movimento milenar faz um bem danado pra vida, pra pele, pra alma!

Se alguém disser que sua história não tem importância, não acredite. Faça melhor...

Conte pra essa pessoa que quando conversamos contamos histórias, quando lembramos de nossos dramas pessoais, dos sucessos, dos romances, das paisagens cheias de suspense, alegrias e tristezas, é isso que nos faz dar continuidade e sentido à vida; porque a vida é dinâmica e o tempo não para.

Quando a energia de um ano vai chegando ao fim é uma ótima ocasião para debruçar na janela do Natal e apurar essencialidades.

Mas o lado bom dessa história é que esse pode ser "o seu momento" para se apropriar do seu tempo, da sua história. Porque todos nós, em nosso íntimo, desejamos deixar para os outros uma lembrança de nós mesmos, a fim de continuarmos a fazer parte da história deles como personagens de um tempo que sempre se reinicia com novas trilhas. Afinal que graça pode ter uma vida que não deixa rastros?

Quem quiser saber mais detalhes dessa história de escrever a própria história ou a história da família, ou a história de um amor, só aproveitar os bons ventos natalinos e prestar mais atenção nos detalhes diários da própria vida.

Mas se precisar de ajuda, pode contar comigo. Viva o seu Natal 2017!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.